vitamina K
Prescrita para todos os sexos e idades, pode tomar-se a qualquer hora do dia.
Não lhe são conhecidos efeitos secundários.

.5º enejc.

29.4.06

|!| Está de volta o Encontro Nacional de Estudantes de Jornalismo e Comunicação. Depois de no ano passado a Universidade da Beira Interior, Covilhã, ter acolhido o IV ENEJC, é agora a vez da cidade do Lis ser a anfitriã do evento.

De 13 a 15 de Outubro são esperados os futuros jornalistas e editores de informação de amanhã. Ainda sem local oficialmente escolhido, caberá à Escola Superior de Educação de Leiria acolher os participantes.

Mais informações no blogue do V ENEJC.
Read On 0 (im)Pacientes

.balé mulato em leiria.

27.4.06
Daniela Mercury promete arrasar no Magalhães Pessoa
|MÚSICA| A cidade do Lis vai sentir, no próximo dia 14 de Junho (22h00), os efeitos do “furacão do Brasil”. O ritmo, as cores e a sensualidade de Daniela Mercury vão subir ao palco, naquele que será o primeiro concerto no Estádio Municipal de Leiria desde as obras de remodelação e ampliação concluídas em 2003.

O concerto da artista baiana, insere-se na tournée de apresentação do seu último álbum: “Balé Mulato”.

Os ingressos, que estarão à venda brevemente, têm um custo de 15€ (Relvado), 25€ (Bancada) e 30€ (Bancada Central).
Read On 1 (im)Pacientes

.pump it.

26.4.06
Read On 1 (im)Pacientes

.liberdade.

25.4.06
32º aniversário da revolução dos cravos
«A liberdade é um dos dons mais preciosos que o céu deu aos homens. Nada a iguala, nem os tesouros que a terra encerra no seu seio, nem os que o mar guarda nos seus abismos. Pela liberdade, tanto quanto pela honra, pode e deve aventurar-se a nossa vida» (Miguel Cervantes in “Dom Quixote”)
Read On 0 (im)Pacientes

.golpe do telefone.

23.4.06
|TECNOLOGIA| Tendo em conta a fiabilidade da fonte, transcrevo aqui um email que recebi de um inspector da Polícia Judiciária:

Como funciona?
Ligam para a sua casa, empresa ou telemóvel, dizendo que é do Departamento Técnico da empresa telefónica local, ou da empresa que trabalha para a mesma.

Perguntam se o seu telefone dispõe de marcação por “'tons”. A marcação de um telefone pode ser por impulsos (pulse), ou por tons (tone). Hoje em dia, todos os telemóveis dispõem da marcação por tons, o mesmo acontecendo com a maioria dos telefones fixos.

Com o pretexto de que estão a testar o seu telefone, pedem-lhe para discar 90#. Uma vez executada esta operação, a pessoa informa que não há nenhum problema com o seu telefone, agradece a colaboração e desliga.

Terminado este procedimento, você acaba de habilitar sua linha telefónica como receptora a quem lhe acabou de lhe telefonar; isto chama-se “CLONAGEM”, ou seja, uma cópia fiel da sua linha telefónica.·

Daí em diante, todas as ligações feitas por aquela pessoa que lhe telefonou inicialmente serão DEBITADAS NA SUA CONTA DE TELEFONE.

ATENÇÃO: Isto está a ocorrer com telefones fixos e com telemóveis. Nunca digite 90 # no seu telefone. Até agora as companhias telefónicas não sabem como parar, detectar ou evitar esta fraude.
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

.rock in rio itinerante.

20.4.06
Foto: Agência Zero
|MÚSICA| Se em 2004 o silêncio foi a linguagem utilizada para mobilizar as pessoas para os valores do Rock in Rio-Lisboa, na edição de 2006 são os tambores que emocionam e dão o ritmo para o maior evento de música e entretenimento do mundo.

Através da acção ”O Rock in Rio-Lisboa Chega à Cidade”, cujo mote foi dado pela campanha do Millennium bcp e conta com o seu apoio, a organização quer mobilizar as pessoas para a grande festa e para os valores do projecto utilizando os tambores como eixo agregador. Na prática, os tambores vão ser o fio condutor até ao início do evento com acções de rua, campanhas de divulgação e a própria cerimónia de abertura do Rock in Rio-Lisboa 2006, a 26 de Maio.

“O Rock in Rio-Lisboa 2006 chega à cidade!”
A poucos dias do seu início, o Rock in Rio-Lisboa 2006 começa já a agitar a cidade! A partir de hoje, e até 14 de Maio, o evento faz-se ouvir pelas principais ruas de Lisboa. Serão 12 as acções desenvolvidas com o apoio do Millennium bcp onde 30 percussionistas vão chamar a atenção e sensibilizar as pessoas através do som forte e ritmado dos seus tambores que pretendem transmitir a voz e o espírito do Rock in Rio-Lisboa.

Partindo do conceito do Rock in Rio-Lisboa “Por um Mundo Melhor”, estas acções cheias de ritmo e de entusiasmo vão trazer o evento para junto da população, mostrando que cada um de nós pode ajudar, com os mais pequenos gestos, a construir um Mundo Melhor com animação e muita alegria.
Read On 0 (im)Pacientes

.utilizadores msn.

19.4.06
|INTERNET| Vírus é o que não falta. São às carradas. Há minutos fui bombardeado por um, via Messenger. O “método” é simples:

1ª Alguém da tua lista de contactos manda uma mensagem igual a esta: http://(palavra do teu email antes de @).fofocasbrasil.com.br/fotos.com eh vc mesmo nessas fotos?

2º Se clicares neste link, ele vai auto-enviar-se para todos os endereços que tenhas, recebendo essas pessoas a mesma coisa.

No meu caso tive azar em clicar no link errado (era mais ao lado), no entanto, valeu-me o Microsoft AntiSpyware :)
Read On 2 (im)Pacientes

.ter ou não ter pau.

18.4.06
|!| O que a seguir se transcreve, são um pedido e uma resposta, reais, feitos ao/pelo Registo Civil de Beja:

«Beja, 5 de Fevereiro 2006

Eu, Maria José Pau, gostaria de saber da possibilidade de se abolir o sobrenome Pau do meu nome, já que a presença do Pau me tem deixado embaraçada em várias situações. Desde já agradeço a atenção despendida.

Peço deferimento,
Maria José Pau»

A resposta:

«Cara Senhora Pau,

Sobre a sua solicitação da remoção do Pau, gostaríamos de lhe dizer que a nova legislação permite a remoção do Pau, mas o processo é complicado e moroso. Se o Pau tiver sido adquirido após o casamento, a remoção é mais fácil, pois, afinal de contas, ninguém é obrigado a usar o Pau do cônjuge se não quiser.

Se o Pau for do seu pai, torna-se mais difícil, pois o Pau a que nos referimos é de família e tem sido utilizado há várias gerações. Se a senhora tiver irmãos ou irmãs, a remoção do Pau torná-la-ia diferente do resto da família. Cortar o Pau do seu pai pode ser algo muito desagradável para ele. Outro senão está no facto do seu nome conter apenas nomes próprios, e poderá ficar esquisito, caso não haja nada para colocar no lugar do Pau.

Isto sem mencionar que as pessoas estranharão muito ao saber que a senhora não possui mais o Pau do seu marido.

Uma opção viável seria a troca da ordem dos nomes. Se a senhora colocar o Pau na frente da Maria e atrás do José, o Pau pode ser escondido, pois poderia assinar o seu nome como “Maria P. José”. A nossa opinião é a de que o preconceito contra este nome já acabou há muito tempo e visto que a senhora já usou o Pau do seu marido por tanto tempo, não custa nada usá-lo um pouco mais. Eu mesmo possuo Pau, sempre o usei e muito poucas vezes o Pau me causou embaraços.

Atenciosamente,
Bernardo Romeu Pau Grosso

Registo Civil de Beja
15/02/2006»
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 2 (im)Pacientes

.destiny.

15.4.06
Read On 1 (im)Pacientes

.pecados e desvarios.

13.4.06
|!| «Não senhor X (repórter de transito no programa “Manhãs da 3”, da rádio Antena 3), a Igreja não é ditadora!»

Ouvia eu esta manhã, como habitualmente, a referida rádio, quando foi lançada para a “praça pública” a temática relacionada com a última posta. Segundo o painel das “Manhãs da 3”, o Cardeal Stafford, Penitenciário-Mor da Santa Sé, disse que «é pecado navegar na Internet, ver televisão, ler jornais, conduzir com excesso de velocidade…» «Ai eu já me fartei de pecar hoje», referia uma das locutoras remexendo em jornais. «Agora é que se vão ver filas intermináveis, à porta das igrejas, com pessoas a quererem confessar-se, porque excederam a velocidade», ria outro. «No mínimo ridículo», acrescento eu!

Pior mesmo, foi o comentário infeliz (mais um), que surgiu depois. O “tal senhor X”, ao dar-se conta da nacionalidade do Cardeal Stafford (norte-americana), lembrou-se de dizer algo do género: «Não foram os EUA que invadiram o Iraque? Não foram os americanos que prenderam um ditador de longa data (Sadam Husein)? Não estará a Igreja a ser ditadora?...»

Provavelmente o painel de ilustres jornalistas, tal como a maioria dos cidadãos, consome aquilo que lhes é dado no imediato. O problema está em não se parar para analisar as coisas para além do instante. «Não há tempo», dizem.

Vem isto a propósito das ilações que tiraram. Certamente que não ouviram o discurso completo do Penitenciário-Mor (eu também não), pelo que é meio caminho andado para se deturparem as coisas.

1º Em tudo na vida é preciso equilíbrio, ou seja, os excessos, independentemente da sua natureza, resultam sempre em consequência nefastas para as pessoas. Neste contexto, NÃO É MAU NAVEGAR NA INTERNET e NÃO É MAU LER JORNAIS… desde que seja feito de uma forma equilibrada. Além de que, e não menos importante, tudo de depende do que se vê e com que intuito se faz.

Olhando em redor, facilmente se nota que as gerações mais novas estão demasiado “agarradas” às novas tecnologias. São dependentes delas e os media são os principais “vendedores” do produto. Como dizia há dias o olímpico Rui Silva, com quem tive a oportunidade de conversar, «as novas tecnologias são necessárias, no entanto, não devem tornar-se uma obsessão».

2º Que raio de associação foi aquela, em relação ao facto de o homem ser norte-americano?! Vamos pôr, novamente, todos no mesmo saco? Agora os cidadãos naturais, ou nacionalizados, dos EUA pagam todos por tabela? Só me ocorre uma palavra: xenofobia!

Conclusão: Se há uma coisa que Deus fez, e que preconiza a Igreja, é que criou o Homem livre. A Igreja não obriga nada nem ninguém. Defende, sim, a Vida, como bem supremo para o Homem. Tudo o que vá contra esse ideal, contribuirá para a sua infelicidade.

Mas enfim, há coisas que não vale pena expressar e/ou rabiscar porque, tudo o que mexe com estas temáticas, não é passível de consenso (nem é para isso). Tenho dito.
Read On 1 (im)Pacientes

.perdão.

12.4.06
|!| Na entrada do Tríduo Pascal, que se inicia amanhã, deixo aqui uma citação do Cardeal James Francis Stafford, que presidiu, ontem, no Vaticano, ao Rito da Reconciliação e, certamente, inspirado na primeira encíclica de Bento XVI – “Deus Caritas Est (Deus é Amor)”:

«A escuridão do pecado não poderá apagar nunca a luz da misericórdia divina».

Uma intervenção que vem mesmo a propósito da Quinta-feira Santa, em que se celebra precisamente o perdão. Nesta linha, recordo ainda as palavras do professor universitário César das Neves, na passada segunda-feira, no programa “Prós e Contras”, em relação aos terroristas islâmicos: «eu não condeno o terrorista, pessoa, mas sim os seus actos, porque não sei o que levou o indivíduo a tomar tal atitude. Por exemplo, apesar de defender a Vida, se me matassem um familiar ou amigo, não sei com reagiria».
Read On 0 (im)Pacientes

.e não é que o gajo tem razão.

11.4.06
|!| Quem já não ouviu nas notícias que, quem for “apanhado” a roubar músicas da Internet, poderá ter que pagar uma multa que pode ir até aos 5000 euros? Neste contexto, deixo aqui um email recebido recentemente:

1º Os chamados “processos” vão ser criados pela SPA (Sociedade Portuguesa de Autores) e/ou pela IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica). Neste ponto, há uma coisa que deve ser clara: nenhuma destas instituições tem autoridade para passar multas a quem quer que seja. O objectivo (imoral) é assustar os utilizadores de Internet e levá-los a pagar uma indemnização até 5000 euros, ou será levado a tribunal. Isto pode ser visto como chantagem, uma vez que ou pagamos, ou levamos com um processo. Estas empresas que vão enviar as tais cartas, não estão a agir através de um processo judicial (pois seria muito dispendioso processar individualmente milhares de pessoas) mas sim através de um processo civil. Que relevância jurídica tem isto? Nenhuma! Simplesmente ameaçam as pessoas e metem medo. Se alguma pagar, melhor. Se ninguém pagar, encolhem os ombros e passam ao próximo. De facto há leis em Portugal, mas não são estas empresas que as escrevem.

2º Onde está essa informação, e quem decide que valor é que se vai pagar? Em Portugal só há uma maneira de obrigar as pessoas a pagar multas ou indemnizações: o tribunal! Como o Bill Gates disse: “O nosso computador é tão confidencial como a nossa conta bancária”. Sem processo em tribunal, ninguém (nem mesmo estas entidades) podem acusar, vigiar, espiar, exigir, passar multas, pedir indemnização, ter acesso ao vosso computador, ou “consultar” que downloads fazem.

3º Para os menos entendidos, quem tem ligação à Internet, liga-se através de um IP (ex. 255.255.255.255) e mais nenhuma informação é transmitida (e atenção a isto). Quem mantém o registo a quem pertence cada IP ligado, é apenas a empresa de Internet a quem contraram o serviço (ex. Netcabo, Cabovisão, Sapo, Clix, etc.). Neste caso, só com um processo judicial é que a vossa informação confidencial é disponibilizada. Ou seja: receberam uma carta a pedir uma indemnização. Muito bem, há processo judicial a decorrer em tribunal? Não? Então a carta não vale nada. E se quiserem ir mais além, contactem o vosso fornecedor de Internet e perguntem como é que a determinada instituição obteve os vossos dados, sem autorização do tribunal. E se ainda quiserem ir mais além, iniciem um processo contra o vosso fornecedor de Internet, ou contra a instituição que vos “ameaçou”.

4º Quem faz download de qualquer tipo de ficheiros da Internet (seja musica, filmes, fotografias) é apelidado de “pirata informático” pela comunicação social. Mas há uma grande diferença entre fazer download e desfrutar desse mesmo download no conforto da vossa casa, e de fazer download de filmes e música e ir vender para a feira da ladra, ou qualquer outro local. Quem lucra com estes negócios de downloads para vender posteriormente, é que deve ser apelidado de pirata informático. Ou será que quando se gravava as telenovelas e os filmes da televisão em cassetes, também era chamado de pirata da televisão? É exactamente a mesma coisa. Em vez de copiarem da televisão, copiam da Internet.

5º Neste momento, em Portugal não há nenhuma lei relativamente à pirataria informática (pelo menos explícita) e em que base se suporta, ou que diferenças existem entre consumo próprio ou para venda. Da mesma maneira que não há qualquer precedente de tal situação. Todos aqueles anúncios no cinema, nunca deram em nada nem nunca ninguém foi preso. Eram só campanhas!

6º Se estivessem a infringir alguma lei, acham que seriam enviadas cartas para pararem com os downloads e a serem convidados a pagarem de livre vontade? Também ninguém manda cartas a um ladrão para parar de roubar no metro e entregar-se na esquadra mais próxima, ou a um assassino para parar de matar os vizinhos com a caçadeira, e para se dedicar à agricultura. É absurdo! Se neste país nem uma pessoa que viola crianças vai presa, quanto mais nós que nos recusamos a pagar multas! Tirar músicas da Internet dá multa até 5000 euros. E andar a 120km/h dentro de uma localidade dá 500 euros? Passar um sinal vermelho menos que isso? Desencadear um acidente em cadeia na auto-estrada porque se bebeu demais fica-se sem carta? Acham justo? Tirar músicas da Internet é que é mau para a sociedade, e os perigosos somos nós, não?

7º Recentemente em França foi aberto um processo pelas indústrias e editoras similar a este, e até foi feita uma petição em tribunal para ser criada uma lei que punisse quem fizesse downloads da Internet. No entanto, o Juiz recusou-se alegando que se estaria a violar a divulgação cultural. Temos o direito de experimentar o produto antes de o comprar, ou não?

8º Quem acham que perde com isto tudo? O terror instala-se, as pessoas começam a parar de fazer downloads, e a Internet em casa passa a ser usada para ver páginas e ler o e-mail. Quem precisa de grandes velocidade para isso? Ninguém...assim os consumidores começam a cancelar a Internet, ou a passar para uma mais barata. E quem sofre? O fornecedor de Internet.

9º Há vários cantores e grupos de música nacionais que culpam a “pirataria” das baixas vendas que os seus álbuns conseguem no mercado. Esta é a lista de vários artistas que lutam contra a pirataria:

Ágata, Agrupamento Musical Diapasão, Aldina, Alfredo Vieira de Sousa, Ana Moura, António Cunha (Uguru), António Manuel Ribeiro, António Manuel Guimarães (Magic Music), Banda Lusa, Blasted Mechanism, Blind Zero, Bonga, Boss AC, Camané, CantaBahia, Carlos do Carmo, Carlos Maria Trindade, Carlos Tê, Clã, Cristina Branco, Da Weasel, Danae, David Fonseca, Dealema, Delfins, DJ Vibe, Dulce Pontes, Emanuel, Expensive Soul, Fernando Rocha, Filipa Pais, Fingertrips, FNAC, GNR, Gutto, Iran Costa, Íris, Jaguar Band, João Afonso, João Gil, João Monge, João Pedro Pais, João Portugal, Jorge Cruz, Jorge Palma, José Mário Branco, Liliana, Lúcia Moniz, Luís Cília, Luís Represas, Luísa Amaro, Mafalda Veiga, Manuel Faria, Manuel Freire, Manuel Paulo, Mão Morta, Marante, Maria João&Mário Laginha, Mário Fernandes, Mariza, Ménito Ramos, Mesa, Miguel&André, Miguel Guedes (em nome individual), Mind da Gap, Místicos, Mónica Sintra, Paula Teixeira, Paulo Ribeiro, Pedro Abrunhosa, Pedro Ayres Magalhães, Pedro Oliveira, Pedro Osório, Quatro Cantos, Quim Barreiros, Quinta do Bill, Rádio Macau, Rita Guerra, Rodrigo Leão, Rosita, Rui Bandeira, Rui Veloso, Santamaria, Sérgio Godinho, Teresa Tapadas, The Gift, Toranja, Toy, Tozé Brito, UHF, Vitorino, Wraygunn, Xutos e Pntapés, X-Wife e Zé Peixoto.

Por favor, e peço-vos que metam a mão na consciência: Quem é a pessoa com com alguma inteligência que se vai a meter a fazer download de músicas da Ágata? Ou da Rosita? Ou do Agrupamento Musical Diapasão? Ou pior, do Iran Costa?

10º Ora vejamos:
Fim da Pirataria = Menos Utilizadores da Internet = Choque Tecnológico por água abaixo = Portugal país cada vez mais atrasado a nível europeu

Fim da Pirataria = Menos Utilizadores da Internet = Menos lucros dos ISP's = PT apresenta prejuízo = Portugal país cada vez mais atrasado a nível europeu

Fim da Pirataria = Aumento dos Processos que se acumulam nos tribunais = Justiça mais lenta = Portugal país cada vez mais atrasado a nível europeu

Fim da Pirataria = As pessoas não vão comprar Cd's só porque a pirataria “acaba” ou diminui podendo mesmo criar uma certa “revolta” contra as editoras e afins = O povo começa a cagar para os artistas = Menos lucros para editoras e artistas = Mundo da música e não só com dificuldades = Portugal país cada vez mais atrasado a nível europeu

Continuamos...?

11º Ok, concordo que os direitos de autor têm que ser protegidos. Mas não concordo que um simples CD de música cujo custo de fabrico ronda 1 euro, seja vendido por 15/20 euros, em que apenas cerca de 2 euros vão para os artistas. E ainda têm a lata de chamar piratas a nós?

12º Concluindo, não se deixem vencer pelo medo. Não digo para olharem para o lado caso recebam essas cartas, mas sim que se informem e que pesquisem as maneiras legais de se fazer o correcto. Informem e mantenham-se informados, pois basta haver um decréscimo dos utilizadores deste tipo para essas empresas pensarem que podem fazer tudo e que podem ganhar.

Eu posso considerar-me culpado, mas sou culpado, não por fazer downloads de musicas e filmes mas pelo facto de fazer parte da classe média que mal tem dinheiro para pagar a renda de casa, e ainda faz um sacrifício enorme em pagar 60 pela Internet, mais não sei quantos euros pela tvcabo, mais não sei quantos euros pelo telefone, mais não sei quantos euros pela assinatura mensal do telefone, e de trabalhar de sol a sol. Mas NÃO SOU CULPADO, pelos roubos de ministros, deputados, e administradores de empresas estatais, pelos buracos financeiros que causaram a empresas estatais. NÃO SOU CULPADO, pelo buraco financeiro em que o pais se encontra, e muito menos pelo valor do défice 6,8.

Agora só vos peço para levarem a vossa vida atrás do computador calmamente, não castiguem os vossos filhos por algo que não estão a fazer, e acima de tudo, divulguem toda esta informação, para que essas empresas que vêm do estrangeiro, não pensem que somos uma cambada de saloios e que nos podem meter medo!
Read On 3 (im)Pacientes

.ânsia de saber.

10.4.06
|!| O caso que aqui se apresenta é verídico e ocorreu na Faculdade de Medicina da Universidade de Saúde do Porto.

Numa aula de biologia, o professor estava a falar sobre o alto teor de glicose encontrado no sémen, quando uma caloira levantou o braço e perguntou:
- Se eu entendi bem, o senhor professor está a dizer que se encontra muita glicose no sémen. Seria tanto quanto no açúcar?
- Sim. Respondeu o professor.
- Então por que é que o gosto não é doce?
Após um silêncio de estupefacção, a turma toda escangalhou-se a rir. A pobre caloira ficou roxa de vergonha assim que percebeu quão impensada foi sua pergunta. A resposta do professor, entretanto, foi clássica:
- O gosto não é doce porque as papilas gustativas que reconhecem o sabor doce, encontram-se na ponta da língua e não no fundo da garganta...
Read On 0 (im)Pacientes

.imagens reais.

7.4.06
|SAÚDE| Numa altura em que se discute a colocação de imagens chocantes nos maços de tabaco, deixo aqui um faco verídico:

«Na cama, de olhos semicerrados, a boca aberta no esforço desesperado por ar, a cabeça sem cabelos, os ossos salientes pela magreza do doente termina. No colo dele, uma fotografia tirada apenas dois meses antes daquele momento final. Na imagem, um homem robusto, musculoso e de farta cabeleira loira aparece com o filho pequeno nos braços.

A divulgação das fotos chocantes foi o último desejo do moribundo, Bryan Lee Curtis, um americano de 34 anos devastado pelo câncer nos pulmões. O motivo para tornar pública a própria agonia foi a esperança de servir de alerta sobre os malefícios do cigarro.

Enquanto agonizava, em 3 de Junho, sua mãe ligou para o St. Petersburg Times, jornal da cidade de St. Petersburg, na Flórida, pedindo a presença de um fotógrafo. As 11h56, Bryan morreu em casa, ao lado da mãe, da mulher, Bobbie, e do filho Bryan Jr. de 2 anos. Em poucos dias, o retrato de sua morte espalhou-se pelo mundo.

O que choca na imagem é a certeza de que não se trata de modelos maquiados num estúdio. Bryan estava morrendo e o cigarro – ele começou a fumar aos 13 anos, consumia dois maços por dia e só parou às vésperas da morte, quando lhe faltou força para aspirar a fumaça – foi realmente o principal responsável pela doença.

Ele só soube do câncer em Abril, ao procurar ajuda médica com fortes dores abdominais. Não havia o que fazer. Tratava-se de uma das formas mais agressivas da doença e o fígado já havia sido tomado pelo tumor. “Esse tipo de câncer costuma ser devastador e acomete 15% dos doentes”, diz a médica Nise Yama-guchi vice-presidente da Sociedade Brasileira de Cancerologia.

Quando soube que estava condenado a perder a batalha contra o câncer, Bryan formalizou seu casamento, chamou o filho e uma sobrinha de 9 anos para uma conversa sobre os motivos da morte que se aproximava e decidiu transformar as imagens de sua aflição em bandeira contra o tabagismo». (Fonte: Revista Veja)
Read On 0 (im)Pacientes

.adeus e até pró ano.

5.4.06
|!| Uma despedida sinceramente já aguardada. Apesar de o Barcelona não ter praticado, no conjunto das duas mãos, o seu melhor futebol, pelo que fez, sobretudo em casa, foi um justo vencedor.

Quanto ao Benfica, também ele longe do seu melhor, jogou como pode e com quem pode. É certo que era legitimo sonhar, mas antevia-se que, se a passagem às ½ finais fosse uma realidade, o golo que teria que marcar só surgiria de um lance idêntico ao do Luisão frente ao Liverpool. Uma equipa esforçada, foi o que se viu...

É triste verificar, no entanto, que os erros de arbitragem surgem sempre para o mesmo lado, ou seja, não é só um problema “caseiro”. Na 1ª mão foi um penalty (que não vale a pena “bater mais no ceguinho”), em Barcelona viu-se: a grande parte das faltas serem marcadas ao contrário (leia-se a favor da equipa da casa) e alguns amarelos que ficaram no bolso do senhor Lubos Michel, não sendo exibidos a jogadores da equipa blaugrana. Nenhum dos lances com influência no resultado (2ª mão), é certo, mas não deixa de ser triste!

Em Portugal, e por alguns jogos que já vi nos distritais, em caso de dúvida beneficia-se (sempre) a equipa que joga em casa, nos escalões superiores, e mesmo internacionais, a formação com maior estatuto (entre Barcelona e Benfica, está-se mesmo a ver...).

Enfim, para o ano há mais…
Read On 0 (im)Pacientes

.nunca menosprezar os + pequenos.

5.4.06
|:)| Um urso, um leão e uma galinha encontram-se:

“Se eu rugir nas florestas da América do Norte, toda a floresta estremece de medo”, disse o urso.

“Se eu rugir nas grandes planícies da África, toda a savana fica com medo de mim”, retorquiu o leão.

“Grande coisa! Se eu der um espirro, o planeta inteiro borra-se de medo”, rematou a galinha.
Read On 0 (im)Pacientes

.blowers daughter.

3.4.06

Mais um excelente songwritter, Damien Rice, com um dos seus temas mais conhecidos (ver título). Aqui fica uma pequena “homenagem” ao projecto leiriense, e recém-vencedor do Termómetro Unplugged, Yesterday.
Read On 2 (im)Pacientes

(im)Pacientes


Marcas

Vitaminómetro

Vitaminodependentes

+Vitaminas