vitamina K
Prescrita para todos os sexos e idades, pode tomar-se a qualquer hora do dia.
Não lhe são conhecidos efeitos secundários.

.para a próxima sai mesmo.

27.2.06
|!| Mais um jogo de futebol, mais “cenas tristes”. Depois do episódio com Marc Zoro, no campeonato italiano, as cenas de racismo repetiram-se, mas desta vez na vizinha Espanha! O jogador em causa é mais mediático que o costa-marfinense do Messina. Chama-se Samuel Eto´o, é internacional pelos Camarões e colega de Deco no Barcelona.

Os insultos racistas da claque do Saragoça, adversário do Barça na última jornada da Liga Espanhola, deixaram o avançado blaugrana com os nervos em franja, ameaçando mesmo abandonar o terreno de jogo. A pronta intervenção dos colegas e do treinador, demoveram-no desse intento. Foi pena…

Para a próxima devia sair mesmo, para mostrar aos espectadores, que pagaram o seu bilhete para ver um bom “espectáculo de futebol”, cheio de “artistas da bola”, como Ronaldinho, Deco e o próprio Eto´o, ficassem com o prejuízo de não ver os 90 minutos. Talvez para a próxima pensassem duas vezes antes de abrir a boca. A retirada de apoios à dita claque, por parte do clube, e à semelhança do que fez o Porto, também não ficava nada mal.
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

.sem espinhas.

21.2.06
|!| Depois de um primeiro tempo sem qualquer interesse, não é que o Benfica lá ganhou? Já estava a ver que a segunda metade ia ser uma reedição de Guimarães, mas afinal jogaram e mereceram a vitória. Belo golo o do Luisão!

Quanto ao críticado de sempre - Beto - sou da opinião, não de agora, que ele não é jogador de exuberâncias, a missão dele, e isso faz bem, é "destruir" o jogo do adversário. Pois é mau no passe e é lento e falta-lhe a técnica... mas marcou um golaço contra o Manchester, ou já se esqueceram?
Read On 0 (im)Pacientes

.há coisas que nunca mudam.

20.2.06
Image Hosted by ImageShack.us
|DESPORTO| Ontem fiz uma coisa inédita em dez anos: fui ver o Marrazes. Após ter deixado a “alta competição”, cujo início começou precisamente nessa bela localidade, nunca mais tinha regressado ao reduto daquele clube.

Foi bonito de ver (ou talvez não) que há coisas que não mudam nunca. Apito inicial e… começam os insultos. Marrazense, que é marrazense, não poupa o “senhor do apito”, nem sequer os jogadores adversários quando estes aquecem e/ou contestam o trio de arbitragem. E num domingo de chuva e intensa, com pedraço à mistura, não há adepto que se demova do apoio à equipa da terra, trajando a rigor com o característico cachecol negro (cor predominante).

Quanto ao futebol jogado, e para quem passa muito tempo sem ver os distritais, o panorama mantém-se inalterável. Se os jogos da Liga já se cifram em pouco tempo útil (60% +/-), nos campeonatos distritais esse valor deve ser na casa dos 40%. Junte-se muitas paragens de jogo, “ais” em dose q.b. (uma média de um em cada três minutos), um arbitro que é, na maioria dos casos, o protagonista, um grupo de adeptos fervorosos e insultos do primeiro ao último minuto, e temos aqui a nata do que melhor se faz pelas terras desse bonito Portugal.

Resta apenas dizer que o jogo a que me refiro foi entre o SC Leiria e Marrazes e o AV Avalarense, a contar para a divisão de Honra da Associação de Futebol de Leiria. A vitória, suada, sorriu à equipa da casa por 2-1.

Ficha de Jogo
Estádio: Parque de Jogos do SC Leiria e Marrazes
Arbitro: Paulo Martinho (AF Leiria)

SC Leiria e Marrazes (2): Bruno, Sandro (cap.), Paulo Cruz, Lourenço, David, Portugal, Marco, Miguel (Alberto, 66m), Neves (Tininha, 82m), Gato e Mauro (Rochita, 90+1m).
Suplentes não utilizados: Cacola, Ruben, Braz e Pedro Nogueira.
Treinador: José Moleirinho.

AV Avelarense (1): João Pedro, Neto (Sérgio, 75m), Rui, Góis, Laranjas (cap.), Gonçalo, Eduardo, Pires (Rafael, 65m), Pedro Almeida, Jacob e Silverio.
Suplentes não utilizados: João Pinto, Chapa, Saraiva e Estarola.
Treinador: Fernando Silva.

Ao intervalo: 2-0
Golos: 1-0, por Mauro (30m); 2-0, por Gato (35m); 2-1, por Gonçalo (61m).
Acção disciplinar: cartão amarelo para Laranjas (11m), Gonçalo (26m), Eduardo (38m), Rui (41m) e Gato (41m), Lourenço (60m) e Paulo Cruz (80m). Expulsão do massagista do AV Avelarense (31m).
Read On 1 (im)Pacientes

.força marrazes que ainda há esperança.

18.2.06
|WWW| Este é um dos ex libris da freguesia mais populosa do município de Leiria: Marrazes. Desconhecida por poucos, esta celebre frase, foi proferida há umas décadas atrás por uma adepta do clube da terra – Sport Clube Leiria e Marrazes – quando este perdia, a poucos minutos do fim do jogo, por 6-0. Não sei precisar bem o resultado, mas a diferença era superior a cinco golos. Fica registado como "ícone nacional" :)

Vem isto a propósito de um projecto que estou a desenvolver sobre os Marrazes. Aproveitando os, ainda poucos, conhecimentos que tenho na área do webdesign e afins, comecei há uns tempos a rabiscar umas ideias. Para já deixo aqui um “aperitivo”, o logo, concebido pelo Dani, também ele com uma forte ligação aqui à “santa terrinha”.
Read On 0 (im)Pacientes

.calor + sexo + inferno = génio.

17.2.06
|ENSINO| O Dr. X (vamos manter o anonimato na medida do possível), do Departamento de Física da Universidade de Aveiro é conhecido por fazer perguntas do tipo: “Porque é que os aviões voam?”. A sua única questão na prova final de Maio de 1997 para a turma da cadeira de “Transmissão de Momento, Massa e Calor II” foi:

- “INFERNO É EXOTÉRMICO OU ENDOTÉRMICO? - Justifique a sua resposta.” (ou seja,pretendia saber se o Inferno é um sistema que liberta calor ou se recebe calor).

Vários alunos justificaram as suas opiniões baseados na Lei de Boyle ou em alguma variante da mesma, mas houve um aluno, Y, que respondeu o seguinte:

«Primeiramente, postulamos que, se as almas existem, então devem ter alguma massa. Se tiverem, então uma mol de almas também tem massa. Então, em que percentagem é que as almas estão a entrar e a sair do inferno?

Eu acho que podemos assumir seguramente que uma vez que uma alma entra no inferno nunca mais sai. Por isso, não há almas a sair.

Para as almas que entram no inferno, vamos dar uma olhadela às diferentes religiões que existem no mundo hoje em dia. Algumas dessas religiões pregam que, se não pertenceres a ela, então vais para o inferno. Como há mais de uma religião desse tipo e as pessoas não possuem duas religiões, podemos projectar que todas as pessoas e almas vão para o inferno. Com as taxas de natalidade e mortalidade da maneira que estão, podemos esperar um crescimento exponencial das almas no inferno.

Agora vamos olhar para a taxa de mudança de volume no inferno. A Lei de Boyle diz que para a temperatura e a pressão no inferno serem constantes, a relação entre a massa das almas e o volume do Inferno também deve ser constante. Existem então duas opções:
1) Se o inferno se expandir numa taxa menor do que a taxa com que as almas entram, então a temperatura e a pressão no inferno vão aumentar até ele explodir.
2) Se o inferno se estiver a expandir numa taxa maior do que a de entrada de almas, então a temperatura e a pressão irão baixar até que o inferno se congele.

Então, qual das duas opções é a correcta?

Se nós aceitarmos o que me disse a Teresa, minha colega do primeiro ano:
“Haverá uma noite fria no inferno antes de eu ir para a cama contigo” e levando em conta que ainda NÃO obtive sucesso na tentativa de fazer amor com ela, então a opção 2 não é verdadeira, ou seja, O INFERNO é EXOTÉRMICO».

O aluno Y tirou o único “20” na turma e na minha opinião, merecia ir para a cama com a Teresa...
Read On 0 (im)Pacientes

.mais português(es).

16.2.06
|SOCIEDADE| O ministro da Presidência, Pedro Silva Pereira, considerou que a nova lei da nacionalidade que será hoje aprovada no Parlamento simplificará os procedimentos administrativos requeridos aos imigrantes e visa aumentar a inclusão social.

“Esta lei aposta na simplificação dos procedimentos administrativos uma vez que permite a apresentação de qualquer documento para comprovar a permanência legal dos progenitores”, disse o ministro na sessão de abertura do seminário sobre Direito da Nacionalidade e da Cidadania, que decorre hoje e sexta-feira na Faculdade de Direito de Lisboa.

A nova lei exige um título de permanência legal em Portugal, mas que não tem necessariamente de ser uma autorização de residência.

O ministro considerou que a nova lei não deve ser encarada como uma acção extraordinária para legalizar imigrantes e disse esperar que esta gere “um largo consenso” na Assembleia da República e na sociedade portuguesa.

A proposta do Governo de alteração à lei da nacionalidade é hoje aprovada em votação final global no Parlamento, diploma que tem o apoio certo do PS e que deverá passar sem votos contra.

A proposta de lei que hoje será aprovada permite a atribuição da nacionalidade portuguesa a imigrantes de terceira geração, desde que tenham um progenitor nascido em Portugal.

O diploma concede também a nacionalidade portuguesa a imigrantes de segunda geração, mas limitando o acesso à condição do progenitor se encontrar há cinco anos em situação legal em território nacional.

O ministro considerou que as alterações à lei da nacionalidade “não são tanto uma medida política de imigração, mas sim uma medida que visa a inclusão social”.

“Não estamos a falar de imigrantes, mas sim de pessoas que nasceram em Portugal, que andam nas escolas portuguesas, falam a língua portuguesa e muitas nem conhecem outro país. São crianças que não têm acesso à nacionalidade portuguesa”, afirmou. [Fonte: LUSA]
Read On 0 (im)Pacientes

.combate aos óleos.

15.2.06
|AMBIENTE| Mesmo que não façamos muitos fritos, quando o fazemos, deitamos o óleo na pia ou por outro ralo, certo? Este é um dos maiores erros que podemos cometer. Por que fazemos isto? - perguntam vocês. Porque infelizmente ninguém nos diz como fazer, ou não nos informamos.

Sendo assim, o melhor que temos a fazer é colocar os óleos utilizados numa daquelas garrafas de plástico (por exemplo, as garrafas de refrigerantes), fechá-las e colocá-las no lixo normal (ou seja, o orgânico). Todo lixo orgânico que colocamos nos sacos vai para um local onde são abertos e triados.

Assim, as nossas garrafinhas são abertas e vazadas no local adequado, em vez de irem juntamente com os esgotos para uma ETAR - Estação de Tratamento de Águas
Residuais, e ser necessário despender milhares de euros a mais para o seu tratamento.

UM LITRO DE ÓLEO, CONTAMINA CERCA DE 1 MILHÃO DE LITROS DE ÁGUA o equivalente ao consumo de uma pessoa no período de 14 anos. De nada adianta criticar os responsáveis pela poluição... se não fizermos a nossa parte, será muito difícil.

Só o homem degrada o meio ambiente. Só o homem pode recuperá-lo.
Read On 0 (im)Pacientes

.o patrono do dia.

14.2.06
|!| Existem inúmeras teorias sobre a origem de São Valentim e sobre como este mártir romano se tornou o patrono dos apaixonados. Estas teorias tiveram por base inúmeras lendas que, por certo, se basearam em factos perdidos no tempo. O facto é que, ao longo da história da Igreja Católica, existiram pelo menos três santos que davam pelo nome de Valentim ou Valentinus, todos mártires, o que dificulta ainda mais as tentativas de apurar a verdade. De entre as várias lendas, salientam-se duas:
- a primeira, mais simplista, apresenta São Valentim como um simples mártir que se recusou a abdicar da fé cristã que professava, em meados do séc. III d.C.;
- a segunda, mais elaborada, defende que, no séc III d.C., o Imperador Romano Claudius II teria decretado a nulidade e proibido os casamentos, com o intuito de angariar mais soldados para as suas frentes de batalha. Valentim, um sacerdote da época, teria violado o injusto decreto imperial, realizando casamentos em segredo.

Assim, Valentim teria sido preso, torturado e condenado à morte por violar a lei.
Ambas teorias apresentam pontos em comum:
- São Valentim fora um sacerdote cristão
- O sacerdote teria sido um mártir;
- O santo teria sido morto a 14 de Fevereiro de 269 d.C.

Porque é São Valentim o patrono dos namorados?
Tirando o facto de ter celebrado casamentos quando estes eram legalmente proibidos, não há factos que permitam saber como é que um mártir do Império Romano chegou a símbolo dos casais enamorados cerca de 17 séculos depois da sua morte.

Existe apenas uma lenda, cuja veracidade é um pouco duvidosa, segundo a qual São Valentim teria deixado um bilhete de despedida à filha do seu carcereiro, que entretanto se tornara sua amiga, cujo título era "Do teu Valentim". A partir desta lenda, seria compreensível que, ao longo do tempo, passasse a ser tradição a troca de bilhetes entre apaixonados, por altura da celebração da morte do mártir.
Read On 2 (im)Pacientes

.boom de vendas vale best seller.

12.2.06
|!| A primeira Encíclica do Papa Bento XVI “Deus Caritas Est” já vendeu 1.000.115 cópias no circuito das livrarias laicas e religiosas, informa a Livraria Editrice Vaticana. Publicada no passado dia 25 de Janeiro, “Deus é Amor” encontra-se disponível, na página oficial do Vaticano, em Alemão, Espanhol, Francês, Inglês, Italiano, Latim, Polaco, Português, e vai ser traduzida também para a língua árabe.

Em Portugal foram já vendidos cerca de 15 mil exemplares, segundo a Paulinas Editora, a quem a Conferência Episcopal Portuguesa cedeu os direitos de autor.

Na apresentação deste documento de Bento XVI a editora refere que nele “o leitor é conduzido pelo Papa na redescoberta do programa divino que, desde a “fé bíblica”, ilumina o Homem para a fiel correspondência a esse Amor, que se realiza em manifestações de amor ao próximo”.
Read On 0 (im)Pacientes

.se nasceu prematuro não beije.

11.2.06
|SAÚDE| Foi esta conclusão de um estudo realizado por uma equipa de médicos australianos. Ainda segundo os investigadores, o beijo de língua com muitos parceiros aumenta o risco de meningite, uma vez que permite a transmissão da bactéria meningogócica, uma doença que pode matar.

Os médicos analisaram 144 adolescentes com meningite que estavam internados em Inglaterra e que teriam tido até sete parceiros diferentes em duas semanas. Um dos autores do estudo, Robert Booy, defende que os adolescentes devem mudar o seu comportamento.

Entre os factores que aumentam o risco de contrair a doença, estão o facto de serem estudantes, de terem contraído, no passado, o vírus de Epstein-Barr (que causa a doença do beijo) e terem nascido prematuros.

Estudo no mínimo curioso, para sair nas vésperas do dia 14 de Fevereiro :)
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

.como não poderia deixar de ser.

9.2.06
|MÚSICA| Os irlandeses U2 foram os grandes vencedores da 48ª edição dos Grammys, realizada ontem, ao conquistarem as cinco categorias a que concorreram, enquanto que Mariah Carey foi a grande derrotada. Aqui fica a lista completa:

Álbum do Ano – “How to Dismantle an Atomic Bomb”, U2
Single do Ano – “Boulevard of Broken Dreams”, Green Day
Canção do Ano – “Sometimes you Can't Make it On Your Own”, U2
Interpretação por Duo ou Grupo, Rock – “Sometimes you Can't Make it On Your Own”, U2
Interpretação Masculina, Pop – “From the bottom of my heart”, Stevie Wonder
Interpretação Feminina, Pop – “Since U Been Gone”, Kelly Clarkson
Revelação do Ano – John Legend
Melhor Álbum, Rock – “How to Dismantle an Atomic Bomb”, U2
Melhor Álbum Vocal, Pop – “Breakaway”, Kelly Clarkson
Melhor Álbum Instrumental, Pop – “At this Time”, Burt Bacharach
Interpretação Vocal a solo, Rock – “Devils & Dust”, Bruce Springsteen
Interpretação Hard Rock – “B.Y.O.B.”, System of a Down
Interpretação Metal Rock – “Before I Forget”, Slipknot
Interpretação Rock Instrumental – “69 Freedom Special”, Les Paul and Friends
Canção Rock – “City of Blinding Lights”, U2
Interpretação Feminina, Rhythm and Blues – “We Belong Together”, Mariah Carey
Interpretação por Duo ou Grupo, Rhythm and Blues – “So Amazing”, Beyonce e Stevie Wonder
Canção Rhythm and Blues – “We Belong Together”, Mariah Carey
Álbum de Rhythm and Blues Contemporâneo – “The Emancipation of Mimi”, Mariah Carey
Interpretação por Duo ou Grupo, Pop – “This Love”, Maroon 5
Álbum de World Music (Música do Mundo) Contemporâneo – “Eletracustico”, Gilberto Gil
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

.pelo mundo do futebolês.

6.2.06
|DESPORTO| Esperei uma semana para rabiscar aqui qualquer coisa, relacionada com a derrota do actual campeão nacional frente ao seu eterno rival. Acontece que o clube aqui da cidade do Lis, resolveu seguir as pisadas dos leões e aplicar também “chapa 3” aos pupilos de Ronald Koeman.

1. Quanto ao jogo de há uma semana, o único que vi, apenas digo que foi justo. Inclusivamente ao intervalo, o 1-0 não me convencia. Era injusto para os comandados por Paulo Bento. No entanto, com a segunda parte veio a “justiça no marcador”. Como o Benfica jogou zero, ou seja, nada, parabéns aos verde-e-brancos.

Apenas lamento os comentários demasiadamente prepotentes do guarda-redes Ricardo, ao afirmar que não estava contente, porque poderia ter saído do Estádio da Luz com 6/7 golos marcados. É bom que tenha cuidado, porque qualquer dia ainda é “obrigado a engolir” aquilo que disse… Atitudes que possam incitar à violência verbal de dirigentes, atletas e adeptos, são sempre de evitar. O Desporto agradece.

2. Em Leiria, os intervenientes foram os mesmos, tal como o resultado. O Benfica de um lado e os 1-3 do outro. Pelos ecos que me chegaram deste jogo, houve um herói – Costinha. Não vi o encontro, mas, recuando uma época, recordo-me do Benfica x U. Leiria. Com Helton a titular em praticamente todos os jogos de 2004/05, coube ao português substituir brasileiro devido a lesão. Costinha foi simplesmente enorme, rubricando uma exibição de luxo!

Aquele mesmo palco em que desfilou, durante algumas épocas, o “senhor das redes”: Michel Preud´Homme. Quem não se recorda do melhor guarda-redes dos 100 anos do clube encarnado? Aquele que fazia defesas impossíveis? Foi dele que me lembrei quando vi Costinha ser bombardeado, durante 90 minutos, pela armada benfiquista. Só não conseguiu parar um cabeceamento de Mantorras, que fez empate (1-1) já nos descontos. Mas se não fosse o português, a U. Leiria teria saído humilhada do Estádio da Luz com uma goleada histórica.

Na última jornada, parece que o numero “1” leiriense voltou a fazer das suas e a contribuir, da melhor forma, para um resultado positivo. É importante não esquecer que este ano descem quatro equipas para a Liga de Honra e, por isso, nesta altura todos os pontos são preciosos.

3. Como ouvia hoje na rádio, não são os “grandes” que estão mais fracos, mas sim os mais pequenos que se agigantam. A U. Leiria é disso exemplo. Começou por reduzir, o já de si reduzido, orçamento, ou seja, estabilizar as finanças. Seguiu-se um mau começo da Liga, mas com a entrada do treinador Jorge Jesus, a equipa ganhou outro fôlego. Com dois ou três elementos a transferir no final da época, João Paulo, Fábio Felício, Harison e porque não Costinha, são sérios candidatos à saída, os cofres leirienses "respirarão" melhor. O V. Setúbal (apesar de tudo), Nacional e Sp. Braga são outros exemplos de boa gestão financeira e desportiva.

Resumindo e concluindo, a Liga está ao rubro (com o empate, esta noite, entre o Porto e Braga). À semelhança da última época, vai haver campeonato até ao fim, quer no topo quer na cauda da tabela. Para quem acha que o campeonato português não é competitivo, sugiro uma consulta às classificações dos principais campeonatos europeus e verificar a diferença pontual entre os primeiros.
Read On 0 (im)Pacientes

.o matrimónio.

3.2.06
|!| A edição desta manhã do PortugalDiário, avança que «o projecto de lei do secretário-geral da Juventude Socialista, Pedro Nuno Santos, que propõe a alteração ao Código Civil para permitir que os homossexuais possam casar-se, define o casamento como um «contrato celebrado entre duas pessoas»».

O problema surge precisamente na última parte – contrato celebrado entre duas pessoas. Como dizia alguém há dias, «temos a mania de querer copiar os maus exemplos dos países mais desenvolvidos». Eu pergunto, onde é que os filhos estão contemplados no dito contrato?

Consultando a Wikipédia, encontramos uma breve referência a este acto. «Casamento é um relacionamento que tem papel fundamental na definição de muitas famílias. A definição exacta varia historicamente e entre as culturas, mas de um modo geral, é uma união socialmente sancionada entre pessoas físicas que tem como propósito constituir família (com ou sem filhos) mediante comunhão de vida».

Existem famílias que não tem filhos naturalmente (esterilidade), mas que adoptam, há outras que não tem por opção. É certo que “não são obrigadas”, mas que sentido tem a “instituição” Família sem filhos?

«Então, mas por isso mesmo, as lésbicas e homossexuais também podem, ou deveriam poder, adoptar»! Quando surgem estas afirmações, é o mesmo que estar a “votar” no desequilíbrio da sociedade. Porquê? Um homem não pode ser mãe e uma mulher não pode ser pai (ponto). Vai contra natureza e sempre que surgem acontecimentos que vão de encontra e ela, o resultado é o desequilíbrio. É certo que as pessoas estão bem intencionadas, não duvido disso, mas será que pensam nas consequências, nas crianças, a longo prazo?

Por muito que queiram, e até podem dizer que são muito liberais, como podem dois homossexuais/lésbicas educar crianças na heterossexualidade, se elas conviverem anos com “dois pais” que não o são?

Para um país com uma baixa taxa de natalidade, com a “abertura de mentes”, tão apregoada, para onde caminhamos? Para o envelhecimento da sociedade? Para a extinção?
Read On 1 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

.sabedoria.

1.2.06
Read On 0 (im)Pacientes
Read On 0 (im)Pacientes

(im)Pacientes


Marcas

Vitaminómetro

Vitaminodependentes

+Vitaminas