vitamina K
Prescrita para todos os sexos e idades, pode tomar-se a qualquer hora do dia.
Não lhe são conhecidos efeitos secundários.

.fim das pensões em 2015.

|| As despesas com as pensões do regime geral vão quase duplicar nos próximos 44 anos, passando de 5,5% do PIB em 2006, para 9,6% em 2050, prevê o relatório final sobre a sustentabilidade da Segurança Social.

O Relatório Técnico sobre a Sustentabilidade da Segurança Social, a que a agência Lusa teve hoje acesso, revela que as pensões do regime geral financiadas exclusivamente pelas contribuições e cotizações vão totalizar 8.427 milhões de euros este ano, o que representará cerca de 5,5 por cento do Produto Interno Bruto (PIB).

De acordo com a projecção financeira do subsistema previdencial, o peso das despesas com pensões na riqueza nacional vai crescer progressivamente ao longo dos anos, atingindo 9,6% do PIB em 2050, quando totalizará cerca de 36.260 milhões de euros.

Esta é uma das conclusões do relatório final, hoje entregue aos parceiros sociais, e que «constitui um elemento fulcral para fundamentar as opções políticas a implementar na Segurança Social». [+]
3 (im)Pacientes:
Joaquim Santos

Pois é... isso preocupa-me e muito. Desconto para a Segurança Social Portuguesa há quase 20 anos (1987). Tanto dinheiro que entrou nos cofres so Estado e faz com que deixe uma pergunta: porque não eliminam cargos executivos na Segurança Social com ordenados elevadíssimos? Quando deixa de haver tantos benefícios, autênticos benefícios, que fariam poupar tanto dinheiro para as reformas. Esta país não vai longe assim. Muitos j+a começaram a emigrar.


Joaquim Santos

MESMO TEXTO COM ALTERAÇÕES:
Pois é... isso preocupa-me e muito. Desconto para a Segurança Social Portuguesa há quase 20 anos (1987). Tanto dinheiro que entrou nos cofres do Estado e faz com que deixe uma pergunta: porque não eliminam cargos executivos na Segurança Social com ordenados elevadíssimos? Quando deixa de haver tantos benefícios, autênticas mordomias, que fariam poupar tanto dinheiro para as reformas. Esta país não vai longe assim. Muitos já começaram a emigrar.


Pedro Jerónimo

É verdade. Com isso tudo, e sem querer estar a ser xenófobo, faço a seguinte observação, no que toca à emigração: Portugal é um país acolhedor, sempre de portas abertas (veja-se os casos dos emigrantes de Leste, sul americanos e, sobretudo, os asiáticos), no entanto, temos o exemplo recente do Canadá em que o povo português é recambiado! A manter-se a actual política económica, das quais a que tem sido desenvolvida na Segurança Social é um exemplo, os países para onde emigrarem os portugueses, poderão seguir o exemplo do Canadá. É triste...


(im)Pacientes


Marcas

Vitaminómetro

Vitaminodependentes

+Vitaminas